4.2.16

[Resenha #789] A Transformação de Raven - Sylvain Reynard @editoraarqueiro @sylvainreynard


A Transformação de Raven
Noites em Florença # 1
Sylvain Reynard
ISBN-13: 9788580413861
ISBN-10: 8580413869
Ano: 2015
Páginas: 448
Editora: Arqueiro
Skoob
Classificação: 5 estrelas
Compre: Submarino

Sinopse:
Florença, o berço do Renascimento. Um lugar culturalmente fervilhante, perfeito para quem quer esconder segredos ou está em busca de uma segunda chance. Como a doce Raven, que se muda para a cidade na tentativa de esquecer os traumas do passado e se dedicar à sua maior paixão: a restauração de pinturas renascentistas.
Um dia, voltando para casa do trabalho na Galleria degli Uffizi, sua vida muda para sempre. Ao tentar evitar o espancamento de um sem-teto, Raven é atacada. Sua morte parece iminente, mas seus agressores são impedidos e brutalmente assassinados. Assustada e prestes a perder os sentidos, ela só consegue vislumbrar uma figura sombria que sussurra: Cassita vulneratus.
Ao despertar, Raven faz duas descobertas perturbadoras: uma semana se passou desde o ocorrido e ela se transformou por completo. Quando volta ao trabalho, mais uma surpresa: alguém conseguiu burlar o sofisticado sistema de segurança da galeria e roubar a inestimável coleção de ilustrações de Botticelli sobre A divina comédia.
Em busca da verdade, Raven cairá diretamente nos braços do Príncipe de Florença – tão belo quanto poderoso, tão sedutor quanto maligno –, que lhe apresentará um submundo de seres perigosos e vingativos, cujas leis ela precisa aprender depressa se quiser se manter viva e salvar os que a cercam.
A transformação de Raven marca o início da série Noites em Florença, cujos personagens foram apresentados em O príncipe das sombras.



Não há analogia à escrita de Sylvain Reynard. Sua narrativa clara e detalhista são realmente fabulosos. William York, conhecido como O Príncipe é um personagem que compreendi e admirei ao longo da narrativa, através de sua intensidade e sua eventual conquista a ser um ser clemente. William é um antigo vampiro; um homem cuja autoridade é taxativa; sua sentença é lei; ele é mortífero destruindo quem ouse questionar seu poder. William definitivamente é um vampiro obscuro e intenso. Sua verdadeira história é exteriorizada lentamente, sem nunca entregar ao leitor toda sua existência, deixando sempre aquele gosto agridoce e despertando a curiosidade por toda a obra.


Em um ataque de bêbados contra uma jovem mulher humana, William acaba vindo em seu auxílio movido pela curiosidade e seu “doce cheiro”. O príncipe não se relaciona amorosamente com mulheres, ele apenas faz sexo com elas, seja elas humanas ou vampiras, mas aquela humana em especial chama a atenção dele.

[...] O cheiro de sangue enchia suas narinas. Havia mais de uma safra, mas o perfume que atraía sua atenção era jovem e inexplicavelmente doce. Fez ressuscitar dentro dele lembranças esquecidas, imagens de amor e perda [...].




Ao ser atacada tentando salvar a vida de um morador de rua, Raven sabia que aqueles homens impiedosos iriam tirar sua vida, e com sua existência quase chegando ao fim ela escuta um grito e tudo fica escuro a sua volta e tudo que ela consegue distinguir é um sussurro que diz: Cassita Vulneratus.
William a liberta do ataque, mas sua relação com Raven torna-se complicada, pois ao salvá-la dos bêbados e de outros vampiros que também vieram motivados pelo seu aroma peculiar, ele precisou usar sangue de vampiro, pois Raven estava quase morta em seus braços e ela precisava do sangue para sobreviver.





A conexão é imediata, mas Raven não tem conhecimento do que aconteceu e ao acordar uma semana depois, sem deficiência, linda e com um corpo de causar inveja, acaba deixando-a confusa e sedenta por respostas e ela acaba fazendo perguntas a pessoas erradas. Quando sua vida está ameaçada mais uma vez, William oferece-se como a única saída para ela sair com vida. Ele a deseja e a quer para si.


[...] Ele queria beijar sua boca e deslizar para dentro dela. Ele queria olhar em seus olhos e ver confiança, não medo, tê-la dormindo em seus braços do jeito que a esposa de Emerson dormia nos dele [...]


A mocinha da história a doce Raven é atormentada pelo seu complexo de inferioridade. Ela vive incomodada por sua deficiência, seu excesso de peso e deseja ser normal, mas se sente culpada por ter tais pensamentos. É difícil para ela entender o que afinal de contas chamou a atenção de William, afinal ele era um homem jovem, lindo e dono de um corpo maravilhoso.


Quando o sangue de vampiro começa a sair do seu corpo, Raven retorna ao seu estado inicial. Corpo cheinho, deficiência na perna, mas mesmo assim William só enxerga ela. Mas, mesmo sendo tão frágil em relação ao seu biótipo e deficiência ela é uma mulher forte e destemida. Ela não é de ficar inerte em situações de perigo, ela se se levanta e luta para quem ela ama e acredita, mas este lado destemido tende a colocá-la em grandes enrascadas.


[...] Sob muitos aspectos, somos um par perfeito. Vemos um ao outro como realmente somos, mas nenhum dos dois considera o outro defeituoso [...]


A Transformação de Raven é uma história maravilhosa, está cheio de mistério, paixão intensa e descobertas. Amei a leitura, mal posso esperar pelos demais livros da série. Para quem ama um lindo romance sobrenatural esse é um prato cheio. Leitura mais do que recomendada!


[...] Raven, se eu fosse capaz de amar alguém, seria você [...].


29 comentários

  1. Nunca li nada do autor... parece uma boa trama! bjs

    ResponderExcluir
  2. Quero ler O Inferno de Gabriel já tem um tempo, e só li resenhas positivas sobre a Trilogia. Gostei da sinopse dessa nova série com a Raven, e vou deixar só na lista dos desejados mesmo!
    Parabéns pela resenha Nadya! ☺

    ResponderExcluir
  3. Nunca li a trilogia desse autor e não tenho vontade... e sempre me falaram muito mal rs Que bom que você gostou, eu não tenho muita vontade em conhecer rs
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A trilogia tb não achei muito interessante mas essa belezura aqui é ótima. Beijos!

      Excluir
  4. Já tinha lido renhas sobre O Inferno de Gabriel e depois de conhecer a história da Raven fiquei com muita vontade de ler todos os livros.
    Abraço
    http://interessantedeler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que em breve você leia todos. Bom dia!

      Excluir
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
  5. Oi Nadya,
    Dois gêneros tão diferentes, de um livro para outro né?
    Eu não sabia que esse livro tinha um toque de fantasia.
    Agora fiquei interessada.
    Adorei saber mais
    Bjs
    Luana Lima
    http:// blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Oi Nadya,
    Dois gêneros tão diferentes, de um livro para outro né?
    Eu não sabia que esse livro tinha um toque de fantasia.
    Agora fiquei interessada.
    Adorei saber mais
    Bjs
    Luana Lima
    http:// blogmundodetinta.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico muito feliz Luana e espero que em breve você leia essa obra maravilhosa!

      Excluir
  7. Olá.
    Gostei bastante da premissa. E adorei essa capa.
    Gosto de livros que falam de coisas antigas, então com certeza ele me prenderia.
    Fotos lindas, parabéns.
    Abraço.

    ResponderExcluir
  8. bem, eu curto vampiros mas não os que se apaixonam rsrsr [exceto os de Anne Rice]... mas pra quem curte romance sobrenatural, acredito que o livro cumpre bem seu papel... o que me deixou curiosa foi a ambientação... [queria muito conhecer Florença hehhe]...
    bjs

    ResponderExcluir
  9. Adorei a capa e de conhecer mais sobre esse livro, já entrou para minha lista de leituras.
    Parabéns pela Resenha!
    Bjs

    www.livrosdabeta.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Não gosto muito de histórias de vampiros.
    O começo me agradou, mas, acho que eu não iria curtir a leitura.
    Adorei a resenha!!
    Beijossss!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena amiga... mas ainda acho que a obra merece uma chance!

      Excluir
  11. Eu li a trilogia inferno de Gabriel e gostei, por isso fiquei interessada nesta nova série. Mas vou fazer como fiz com a outra, começar a leitura após todos os volumes serem lançados.
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sofro desse mal Rose. Só gosto de ler quando já tem as continuações ou são independentes.

      Excluir
  12. Olá.... adorei a dica, pois nunca li nada deste autor!! E essa série me chamou muito a atenção!!! A única coisa que me deixa ressabiada é que tenho a sensação de ser uma história meio clichê, será que estou errada?!!

    Umsuper bj
    Keyla - http://blogleituraterapia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  13. Adorei a sinopse! Só por ser uma história que se passa em florença, já me ganhou, pois esse é um dos lugares que não quero morrer sem conhecer. Fiquei curiosa para saber como se resolve o mistério do desaparecimento das ilustrações de Botticelli. Gostei muito da sua resenha e já anotei a dica.

    Tatiana

    ResponderExcluir
  14. Adoro a escrita do autor(a) hehehe
    Sou apaixonada por Gabriel e pensei que não fosse gostar tanto desse, mas ao final acabou que gostei ainda mais do que imaginava. Adorei a fragilidade física em uma personalidade forte. E o romance... #suspiros!!!
    Beijinhos,
    Lica
    amoreselivros.com.br

    ResponderExcluir

© BLOG ROTINA AGRIDOCE- TODOS OS DIREITOS RESERVADOS | Design e Programação por MK DESIGNER E LAYOUTS